You are here

Objectivos

Os objectivos da formação passam por prover os alunos com conhecimento aprofundado e competências adequadas no âmbito dos princípios e técnicas da Bioinformática, permitindo-lhes:

  • Desenvolver capacidades ao nível das áreas das Ciências Biológicas, das Ciências da Computação e da Matemática, fazendo a sua aplicação em problemas práticos em ambiente industrial;
  • Conhecer e aplicar os métodos mais comuns ao nível da Bioinformática, nomeadamente no que diz respeito às suas componentes analítica, quantitativa e experimental;
  • Saber escolher, aplicar e avaliar criticamente as técnicas mais adequadas à resolução de um problema na área da Bioinformática, sendo capaz de identificar os recursos necessários à sua aplicação.

Após a conclusão do Mestrado em Bioinformática, um diplomado deverá ter adquirido as seguintes competências (capacidades cognitivas e práticas, e aptidões):

  • Demonstrar conhecimentos e compreensão de conceitos fundamentos, teorias e factos relacionados com a Bioinformática e suas aplicações, bem como no que diz respeito aos conceitos, teorias, técnicas e métodos subjacentes ao nível das Ciências Biológicas, das Tecnologias da Informação, da Estatística e da Optimização.
  • Demonstrar uma visão crítica sobre as aplicações da Bioinformática à investigação atual nas Ciências Biológicas, percebendo as suas potencialidades e limites.
  • Ser capaz de especificar, conceber, implementar e testar aplicações informáticas, com vista à resolução de problemas ao nível da investigação nas Ciências Biológicas, bem como perceber os fundamentos e utilizar ferramentas, conceitos e procedimentos para a optimização das mesmas.
  • Demonstrar conhecimento sobre uma vasta gama de técnicas das Tecnologias da Informação, da Análise de dados, da Estatística e da Optimização, sabendo selecionar as mais relevantes no contexto de uma tarefa ao nível das Ciências Biológicas e sendo capaz de fazer a sua avaliação crítica.
  • Ser capaz de investigar de forma autónoma na área da Bioinformática, abordando problemas e produzindo a sua solução em ambiente industrial.

A estas poder-se-ão juntar competências a um nível mais transversal, como sejam:

  • Conduzir um projeto de investigação, compreendendo revisão de literatura científica, análise e especificação de um problema, implementação do processo conducente à sua resolução, comparação de distintas estratégias para a solução e escrita de artigos/teses científicos.
  • Ser capaz de se integrar em equipas multidisciplinares e internacionais.
  • Ser capaz de comunicar de forma efetiva quer oralmente quer por escrito.
início contactos RSS Feed última actualização: 21-Abr-2017 partilhar facebook
Drupal theme by pixeljets.com D7 ver.1.1